sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Aterrorizante vídeo mostra os bombeiros presos num "inferno" de chamas

Autores: Kamilia Palu and Mark Mooney
Traduzido por: Emanuel Oliveira
Fonte: 7News
Australia

Pela importância das imagens e dos testemunhos, deixo aqui esta crónica jornalistica do órgão informativo australiano 7News, publicado no dia 25 de janeiro de 2016.

As seguintes cenas são de parar o coração, captadas no momento em que uma equipa de bombeiros composta por cinco elementos fica encurralada num muro de chamas enquanto se dirigia para combater um incêndio no Sul da Austrália. 

A equipa de bombeiros de South Australian Country Fire Service estava a caminho do incêndio para ajudar a proteger o pequeno município de Woolsheds, a 65 km ao norte de Adelaide, no dia 25 de novembro de 2015.
À medida que os bombeiros se aproximam da cidade de Pinery, o fumo  já é espessor. Foto: 7 News
À medida que os homens se aproximavam da cauda do incêndio, uma mudança súbita de vento virou o fogo, girando-o e conduzindo-o diretamente a eles. 

Os homens nunca chegaram a Woolsheds.

















A visão angustiante mostra uma nuvem escura extendendo-se rapidamente pelo ar, seguida imediatamente pelo “rosto de fogo do inferno”.

O vento muda de direção e em poucos segundos o céu fica negro. Foto: 7 News
We're going to go into burnover, burnover very quickly. Here it comes, here it comes, here it comes,”  ("Vamos entrar num “burnover”, “burnover” muito rapidamente. Aí vem, aí vem, aí vem,) " «um dos homens pode ser ouvido gritando».

Ouvem-se gritos de pânico. Com o muro de fogo encurralando-os, os homens sentam-se e esperam que os minutos passem. Antes da intensidade, dois bombeiros tinham saído do veículo de combate para ligar a motobomba. Com o vento agitando o veículo e as chamas chegando perigosamente perto, o comandante emite um pedido de socorro, temendo pela vida dos seus homens.
Em pânico o primeiro veículo faz inversão de marcha quando as chamas atingem a borda da estrada. Foto: 7 News
"Eu tenho dois homens fora do veículo. Eu não tenho ideia de onde estão", disse ele.

Um dos bombeiros, Brenton Eden, disse à 7News que este fogo era diferente de qualquer outro onde já tinha estado.

"Nunca vi um comportamento do fogo assim em toda a minha carreira", disse ele.

"Ainda estou admirado deles terem saído sem ferimentos."
Os homens ficaram chocados com o comportamento do fogo, que deixou restos carbonizados no seu caminho. Foto: 7 News
O fogo foi impulsionado por ventos 90 km/hora e alimentado por campos de culturas secas - um material que trabalhou em favor dos bombeiros.

"O fogo passou muito rapidamente por causa restolho. Tal não teria acontecido caso a equipa se encontra-se num incêndio florestal ou de matos", disse Eden.

O CFS (Country Fire Service ) diz que o incidente serve como um aviso para os fazendeiros saírem mais cedo.


0 comentários:

Enviar um comentário