Concentrar gastos no combate gera fogos mais intensos

Fonte: Público online Estudo: Mariana Oliveira Concentrar os gastos no combate aos incêndios florestais em detrimento da prevenção tem e...

Fonte: Público online
Estudo: Mariana Oliveira

Concentrar os gastos no combate aos incêndios florestais em detrimento da prevenção tem efeitos perversos a longo-prazo, levando a um aumento da intensidade dos fogos e tornando mais comum anos com uma maior área ardida. Esta é a principal conclusão de um estudo científico publicado recentemente no Journal of Environmental Management, intitulado Gestão de fogos florestais para evitar consequências indesejáveis: estudo do caso português usando dinâmica de sistemas.
Fonte: www.mylifeoutdoors.com 
O projecto faz parte do Programa MIT Portugal, uma parceria do Governo português com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts que tem como objectivo promover as capacidades científicas e tecnológicas nacionais e reforçar a cooperação entre as universidades portuguesas e o sector empresarial. O estudo foi financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e pelo grupo Portucel Soporcel, produtor de papel.

Para estudar os efeitos da distribuição de recursos no combate e na prevenção dos fogos florestais, foi desenvolvido um modelo computacional, que inclui uma multiplicidade de variáveis, como a meteorologia, o êxodo rural, a área ardida por ano, a média de área ardida por ocorrência, o número anual de ignições e a eficiência do combate aos incêndios. Os autores do estudo partem do pressuposto que o orçamento é limitado (o montante considerado foi 150 milhões de euros, uma estimativa dos gastos feitos em 2009 e 2010), o que significa que quando se gasta mais em combate isso tem um efeito directo no orçamento da prevenção e vice-versa.
150 milhões Estimativa dos gastos feitos em 2009 e 2010
Os investigadores concluíram que orçamentos que concentram os gastos quer no combate quer na prevenção têm consequências adversas no longo-prazo. Aconselha-se, por isso, os governantes a distribuir os recursos de uma forma equilibrada entre o combate e a prevenção, para minimizar o total de área ardida. “Enquanto um grande ênfase no combate pode ser contra produtivo, um montante insuficiente também é prejudicial porque os fogos duram mais tempo e causam mais perdas humanas e materiais”, lê-se no estudo.

A exacta proporção dos gastos não é considerada relevante pelos investigadores, já que o modelo não procura uma precisão numérica, mas uma tendência. O estudo explica que um investimento muito maior no combate que na prevenção tem bons efeitos a curto prazo, porque diminuiu a duração dos fogos e, por isso, a área ardida. Contudo, apresenta efeitos indesejáveis a longo prazo. Como os meios são escassos, apostar muito no combate retira recursos à prevenção, que fica praticamente sem expressão. “Com a remoção preventiva de combustível a baixar, a carga combustível cresce na floresta, o que leva ao aumento da intensidade dos fogos e da taxa de propagação. Esta combinação de factores traduz-se numa maior área ardida e numa maior pressão para gerir os fogos com mais medidas de combate”, escrevem os autores.
«É preciso olhar para o problema dos incêndios de forma integrada e articulada.»
João Claro
Com a área ardida a aumentar, a reacção política, muitas vezes influenciada pela pressão social, é reforçar o combate o que acaba por gerar um ciclo vicioso que os investigadores chamam “armadilha do combate aos fogos”. “Instintivamente ou por pressão pública o investimento extremo no combate conduz a um investimento ainda mais extremo na supressão”, nota João Claro, investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto e um dos autor do estudo. E acrescenta: “É preciso olhar para o problema dos incêndios de forma integrada e articulada”.

O modelo indica que, de algum modo, isto é o que tem acontecido em Portugal. O estudo não ignora as dificuldades de inverter esta situação e identifica três razões para isso: a resistência das organizações associadas ao combate, a falta de efeitos visíveis do investimento na prevenção no curto prazo e a dificuldade dos governantes receberem créditos por evitarem problemas que não se chegam a manifestar.

No passado temos assistido a uma posição por parte dos Governos no sentido de tentar resolver as consequências do problema e não as suas causas. Após épocas difíceis de incêndios, e apesar de se anunciarem reforços na prevenção, são as medidas do âmbito do combate que recebem os orçamentos mais significativos e que acabam por ser implementadas”, lamenta o engenheiro florestal Tiago Oliveira, outro dos autores do estudo. Por isso realça: “Este estudo ilustra cientificamente as vantagens do reforço da prevenção para a defesa da floresta. Se existir um reforço das políticas de prevenção, durante todo o ano, com uma coordenação real de esforços entre todos os agentes do sector, é possível reduzir os danos, o impacto das áreas ardidas e custos associados”. Por isso, Tiago Oliveira sustenta que deveria existir um compromisso plurianual, baseado numa forte fundamentação técnica, que confira estabilidade aos orçamentos para prevenção e combate.

COMMENTS

Blogger TemplatesMy Blogger TricksAll Blogger Tricks
Nome

Alterações Climáticas,4,Alto Minho,9,Crónicas,3,Destaques,3,Fogo Prescrito,7,Formação,2,Gestão Florestal,2,Incêndios Florestais,39,Meteorologia,6,Opinião,3,Prevenção,9,Técnica,9,Tecnologia,7,Uso do Fogo,2,
ltr
item
Fogos Florestais: Concentrar gastos no combate gera fogos mais intensos
Concentrar gastos no combate gera fogos mais intensos
http://1.bp.blogspot.com/-OhE9ditXoOg/UmGfWcSyNmI/AAAAAAAAAqw/d3qkiQQRsOY/s1600/Wildfire.jpg
http://1.bp.blogspot.com/-OhE9ditXoOg/UmGfWcSyNmI/AAAAAAAAAqw/d3qkiQQRsOY/s72-c/Wildfire.jpg
Fogos Florestais
http://www.fogosflorestais.pt/2013/10/concentrar-gastos-no-combate-gera-fogos.html
http://www.fogosflorestais.pt/
http://www.fogosflorestais.pt/
http://www.fogosflorestais.pt/2013/10/concentrar-gastos-no-combate-gera-fogos.html
true
6556109416670895325
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content